Limpeza do Rio Atuba retira 12 toneladas de lixo - Jornal de Colombo

Limpeza do Rio Atuba retira 12 toneladas de lixo

Limpeza do Rio Atuba retira 12 toneladas de lixo

Para evitar enchentes e prevenir alagamentos, três equipes do programa Olho d’Água, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, se revezam na limpeza e manutenção do Rio Atuba. Em três dias de trabalho nesta semana foram recolhidos 12.430 quilos de lixo. A limpeza está acontecendo no trecho entre a Estrada do Santa Cândida e a Estrada

Para evitar enchentes e prevenir alagamentos, três equipes do programa Olho d’Água, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, se revezam na limpeza e manutenção do Rio Atuba. Em três dias de trabalho nesta semana foram recolhidos 12.430 quilos de lixo.

A limpeza está acontecendo no trecho entre a Estrada do Santa Cândida e a Estrada da Olaria, no Santa Cândida, divisa com o município de Colombo, região metropolitana. Já foram retirados 4.290 quilos de resíduos sólidos. Os trabalhos terão continuidade na próxima semana.

No córrego da Rua Buda houve a remoção de 8.140 quilos de lixo, na altura da Rua Aleixo Schluga até o Rio Atuba. 

Cidade que cuida dos rios

O chefe de serviço da limpeza especial da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Rafael Garcia, comenta sobre a importância de uma cidade que cuida de seus rios.

“A limpeza dos principais rios da cidade acontece anualmente. As equipes tiram todo o lixo que ocupa as margens, as bacias e os corredores de água, evitando enchentes e outros problemas gerados pela poluição”, afirma Rafael Garcia.

A dona de casa Rosélia Koppen atua como guardiã da saúde do rio. Há alguns anos, ela cultiva um jardim às margens do rio, como estratégia para motivar os vizinhos a preservarem o espaço.

“Eu gosto de me envolver com as ações da vizinhança. Participo da limpeza do bairro, juntos nós transformamos alguns terrenos baldios em jardins”, conta Rosélia.

Olho d’Água

O Programa Olho d’Água é coordenado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente em parceria com a Secretaria Municipal da Educação e a Agência Francesa de Desenvolvimento. A iniciativa busca manter a limpeza e o bom funcionamento de todos os principais rios da capital – aqueles que partem da bacia do Rio Barigui.

A estrutura disponível para a limpeza dos rios curitibanos é extensa, mas não substitui o papel da conscientização. “É importante que a população entenda o que ela pode fazer. Temos que cuidar dos rios da nossa cidade, mantê-los limpos e não deixar que a situação chegue ao ponto de prejudicar alguém”, diz Rafael Garcia.

Posts