Diretor de fábrica de revestimentos da Grande Curitiba morre com suspeita de Covid-19 - Jornal de Colombo

Diretor de fábrica de revestimentos da Grande Curitiba morre com suspeita de Covid-19

Diretor de fábrica de revestimentos da Grande Curitiba morre com suspeita de Covid-19

Nesta quarta-feira, 8, faleceu Bruno Borer, de 53 anos, morador de Campo Largo e suspeito de estar infectado com o novo coronavírus. O homem estava internado no Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba. Bruno era nome conhecido da sociedade campo larguense, sendo diretor do Grupo Roca, empresa de revestimentos responsável pelas marcas Roca e Incepa, onde trabalhava há

Nesta quarta-feira, 8, faleceu Bruno Borer, de 53 anos, morador de Campo Largo e suspeito de estar infectado com o novo coronavírus. O homem estava internado no Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba. Bruno era nome conhecido da sociedade campo larguense, sendo diretor do Grupo Roca, empresa de revestimentos responsável pelas marcas Roca e Incepa, onde trabalhava há 24 anos.

Bruno havia viajado há cerca de um mês para a cidade de São Paulo, epicentro da doença no Brasil, para uma feira de negócios. O profissional era especializado em Marketing, possuía MBA em Adiministração e também era formado em Fisioterapia, além de já ter sido campeão paranaense de natação. 

O Grupo Roca se pronunciou em nota oficial lamentando o ocorrido. “Aos 53 anos, Bruno deixa esposa, filhos e um legado de 30 anos de atuação na Roca Brasil Cerámica. Toda diretoria e os colaboradores da Roca Cerámica manifestam suas mais sinceras condolências aos familiares e amigos”. 

A Prefeitura de Campo Largo também comentou o caso em nota publicada no site oficial, afirmando que Bruno seguiu os procedimentos de isolamento antes de procurar atendiemnto hospitalar. “Bruno Borer, diretor presidente da Incepa, participou de uma viagem a trabalho a São Paulo recentemente. Quando retornou seguiu o protocolo de isolamento domiciliar conforme preconizava o Ministério da Saúde naquela ocasião para quem retornava de locais onde havia registro de transmissão comunitária por coronavírus. Ele buscou atendimento em hospital particular em Curitiba e não houve até o momento confirmação da causa do óbito pelo hospital”, afirma o texto.

Posts