Curitiba registra primeiro caso provável de Coronavírus; OMS decreta pandemia - Jornal de Colombo

Curitiba registra primeiro caso provável de Coronavírus; OMS decreta pandemia

Curitiba registra primeiro caso provável de Coronavírus; OMS decreta pandemia

Nesta quarta-feira, 11, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná informaram ao público o registro do primeiro caso provável do novo coronavírus (Covid-19) na capital do estado. Segundo os órgãos, trata-se de um caso importado, de um homem de 54 anos, atendido em um

Nesta quarta-feira, 11, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná informaram ao público o registro do primeiro caso provável do novo coronavírus (Covid-19) na capital do estado. Segundo os órgãos, trata-se de um caso importado, de um homem de 54 anos, atendido em um hospital da rede privada. O paciente passa bem e está em isolamento domiciliar voluntário e sendo acompanhado. 

De acordo com a nota divulgada, o homem retornou no dia 7 de março de uma viagem pela Espanha, Portugal e Holanda. Ele apresentou sintomas leves, com dor de garganta e febre, no último final de semana. Após o início dos sintomas, buscou um serviço de saúde privado, quando foi avaliado e recebeu recomendação de repouso e isolamento domiciliar. A amostra do exame do paciente foi enviada para um laboratório particular e o resultado se mostrou positivo para o coronavírus. Uma contraprova do exame foi encaminhada, nesta quarta-feira, para o Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen-PR), para validação do resultado. Apenas com a confirmação desta contraprova pelo laboratório de referência (Lacen/Fiocruz) é que o caso passa a ser considerado confirmado oficialmente pelo Ministério da Saúde.

A filha de 25 anos do paciente viajou junto com o pai. Ela apresentou sintomas respiratórios leves e febre, ainda durante a viagem, mas melhorou e passa bem desde antes de chegar ao Brasil. A mulher também está em isolamento domiciliar voluntário. É possível que ela tenha apresentado a infecção durante a viagem. Por isso, as amostras do exame dela também foram enviadas ao Lacen para análise. A equipe de Epidemiologia da SMS segue monitorando ativamente outros possíveis contatos, por precaução.  

“Todas as medidas de bloqueio estão sendo realizadas. Nossa rede municipal pública e a rede privada estão preparadas, aptas a identificar os casos suspeitos, notificar e indicar isolamento aos pacientes”, afirmou a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Número de casos

Até esta terça-feira, 10, de acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil contava com 34 casos confirmados do novo coronavírus: Alagoas (1), Bahia (2), Minas Gerais (1), Espírito Santo (1), Rio de Janeiro (8), São Paulo (19), Rio Grande do Sul (1) e Distrito Federal (1). 

Segundo monitoramento do The Center for Systems Science and Engineering (CSSE), da John Hopkins University, dos Estados Unidos, foram registrados no mundo 121 mil casos confirmados da infecção. Destes, pouco mais da metade (66 mil) dos pacientes já foram curados.

Ainda nesta quarta-feira, a OMS, Organização Mundial da Saúde, declarou que o planeta passa por uma pandemia da doença, mas que isso não muda as orientações que os países devem seguir e que as ações devem estar concentradas na contenção da circulação do vírus.

Países como Itália, Espanha e Estados Unidos já realizaram ações defechamento de fronteiras e voos internacionais estão impedidos de fazer pouso e decolagem. O Covid-19 está afetando até mesmo o esporte. A NBA, principal liga de basquete do mundo, foi suspensa. A Juventus e a Internazionale, duas das principais equipes de futebol italiano estão em quarentena após a notícia de que o zagueiro Rugani foi detectado com a doença. Jogos e atividades esportivas em diversos países estão suspensos ou acontecendo sem a presença de público.

Orientações

De acordo com a Secretaria de Saúde da capital, a população deve seguir algumas ações básicas. listadas a seguir:

  • Lavar as mãos com água e sabonete líquido com frequência, ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento, ou tocar na boca, nariz ou olhos.

  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após higienizar as mãos)

Posts