Curitiba participa de pesquisa nacional sobre vacinação infantil - Jornal de Colombo

Curitiba participa de pesquisa nacional sobre vacinação infantil

Curitiba participa de pesquisa nacional sobre vacinação infantil

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba informou nesta segunda-feira, 14, que a partir desta quarta-feira, 16 de dezembro, começa na Capital uma pesquisa sobre a cobertura vacinal em crianças nascidas em 2017. A iniciativa é do Ministério da Saúde e será feita em 19 capitais do país. Em Curitiba, o trabalho tem parceria com a

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba informou nesta segunda-feira, 14, que a partir desta quarta-feira, 16 de dezembro, começa na Capital uma pesquisa sobre a cobertura vacinal em crianças nascidas em 2017. A iniciativa é do Ministério da Saúde e será feita em 19 capitais do país. Em Curitiba, o trabalho tem parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR). 

Os entrevistadores farão visitas domiciliares devidamente identificados e com equipamentos de segurança individual, adequados para prevenção da transmissão da Covid-19. Todos estarão com camisetas e crachás da SCIENCE – Sociedade para o Desenvolvimento da Pesquisa Científica. Além de conversarem com pais ou responsáveis sobre a condição vacinal das crianças, os entrevistadores irão registar com foto a carteirinha de vacinação. 

Em Curitiba a pesquisa envolve 1.800 crianças de todos os bairros. “É muito importante que essa pesquisa seja feita. Ela vai mostrar quais são as dificuldades das famílias em relação às vacinas e os pontos que precisamos focar a atenção para melhorar a imunização das crianças”, explicou Leia Regina da Silva, coordenadora da Central de Vacinas de Curitiba. 

Segundo a SMS, das dez vacinas que constam no calendário de crianças com até um ano de idade, Curitiba atingiu 90% ou mais de cobertura vacinal em sete delas. “Nossos dados são por doses aplicadas, independentemente se a criança é de Curitiba ou da RMC.  Claro que a maioria é da capital, mas a pesquisa vai extratificar a real situação”, destaca a coordenadora.

Dúvidas e informações sobre a pesquisa podem ser acessadas pela população através dos telefones 136, da Ouvidoria do Ministério da Saúde, ou pela Central 156, da Prefeitura de Curitiba.

Posts