Curitiba fez 28 mil atendimentos telefônicos sobre a pandemia - Jornal de Colombo

Curitiba fez 28 mil atendimentos telefônicos sobre a pandemia

Curitiba fez 28 mil atendimentos telefônicos sobre a pandemia

A Central Telefônica Covid-19 (3350-9000) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, completou dois meses de funcionamento com 28 mil atendimentos realizados. Em média, são quase 500 ligações por dia no teleatendimento da Prefeitura criado para atender dúvidas sobre o novo coronavírus e facilitar o monitoramento e orientações aos pacientes com sintomas respiratórios suspeitos

A Central Telefônica Covid-19 (3350-9000) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, completou dois meses de funcionamento com 28 mil atendimentos realizados. Em média, são quase 500 ligações por dia no teleatendimento da Prefeitura criado para atender dúvidas sobre o novo coronavírus e facilitar o monitoramento e orientações aos pacientes com sintomas respiratórios suspeitos da covid-19. O serviço conta com médicos e outros profissionais de saúde e atende todos os dias, das 8h às 20h. A médica e diretora do Departamento de Atenção à Saúde, Oksana Maria Volochtchuk, conta que o perfil da procura pelo call center mudou, no decorrer do tempo. “De dúvidas e pedidos de orientação do começo passamos a relatos de sintomas virais e também questões sobre tratamento”, explicou. A central seleciona as pessoas que relatam casos de quadro respiratórios suspeitos para monitoramento da condição clínica e orienta sobre o isolamento social. Do total de ligações recebidas, quase 12 mil foram referentes a pessoas com sintomas respiratórios, que resultaram necessidade de acompanhamento posterior pela SMS, tanto em casos leves, moderados ou graves. Em 842 casos foi necessária a realização de uma videoconsulta. “A partir do contato realizado com a central, os casos suspeitos passam ser acompanhados pela secretaria pelo telefone ou até mesmo em visitas nos casos mais urgentes, quando necessário”, detalhou Oksana.

Posts