Gripe ou COVID-19? Fique atento aos sintomas gripais neste início de ano. - Jornal de Colombo

Gripe ou COVID-19? Fique atento aos sintomas gripais neste início de ano.

Gripe ou COVID-19? Fique atento aos sintomas gripais neste início de ano.

Síndromes respiratórias causam preocupações nas autoridades sanitárias do estado.  Via Agência Estadual de Notícias A recente e grande onda de casos de gripe e de outras doenças respiratórias no Paraná tem causado diversas preocupações e dúvidas nos cidadãos, gerando um aumento na procura por atendimento nas unidades de saúde do estado. A preocupação é intensificada

Síndromes respiratórias causam preocupações nas autoridades sanitárias do estado. 

Via Agência Estadual de Notícias

A recente e grande onda de casos de gripe e de outras doenças respiratórias no Paraná tem causado diversas preocupações e dúvidas nos cidadãos, gerando um aumento na procura por atendimento nas unidades de saúde do estado. A preocupação é intensificada devido à semelhança que essas doenças têm com os sintomas da COVID-19.

Mas afinal, como saber se os sintomas que você apresenta são de uma doença gripal mais leve ou de uma possível contaminação pela nova variante do coronavírus? Embora os sintomas da Covid-19 e da Influenza H3N2 possam ser considerados parecidos, é possível notar diferenças entre a intensidade dos casos, que podem ser classificados como Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Atualmente, a transmissão do vírus Influenza H3N2 é considerada comunitária, ou seja, ocorre entre pessoas do mesmo território e com indivíduos sem histórico de viagens, o que torna impossível definir a origem da transmissão do vírus.

Com relação à Covid-19, festas de final de ano, o avanço da variante ômicron e o crescimento de novos casos em vários países indicam o início de um período mais complicado da circulação da doença neste começo de 2022.

No caso de Síndrome Gripal, o paciente apresenta quadro respiratório agudo, caracterizado por febre, dor de cabeça, tosse, coriza, congestão nasal, dores musculares, distúrbios olfativos ou gustativos, fadiga, vômitos e diarreia. Já na Síndrome Respiratória Aguda Grave, o indivíduo possui os mesmos sintomas, mas também pode apresentar desconforto respiratório, pressão ou dor persistente no tórax, saturação menor que 95% em ar ambiente e coloração azulada (cianose) dos lábios ou rosto.

Caso apresente os sintomas, o cidadão deverá buscar atendimento na unidade de saúde mais próxima. Em Colombo, os postos do Guaraituba, Fátima e Osasco estão prestando atendimento específico para os casos de síndromes respiratórias, além das demais unidades de saúde oferecerem atendimento prioritário nestes tipos de casos. O período de transmissão pode ocorrer um dia antes do aparecimento dos sintomas e entre cinco a sete dias após adoecer.

Para a prevenção contra as duas doenças, recomenda-se a utilização correta de máscaras de proteção facial, distanciamento social, ventilação dos ambientes com livre circulação de ar, constante higienização das mãos e vacinação, que diminui os efeitos dos vírus no organismo no caso de uma possível contaminação.

Já no caso específico do vírus Influenza, o uso do medicamento antiviral Oseltamivir (Tamiflu) tem se mostrado um recurso terapêutico de impacto na redução da gravidade dos casos. O medicamento é disponibilizado em todas as regionais de saúde e teve o seu estoque abastecido pelo Governo Estadual no começo de janeiro. O Tamiflu é indicado, principalmente, para pacientes com Síndrome Gripal com fatores de risco ou com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Huergo
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts