Doação repõe material de primeiros socorros usado por PM no salvamento de adolescente - Jornal de Colombo

Doação repõe material de primeiros socorros usado por PM no salvamento de adolescente

Doação repõe material de primeiros socorros usado por PM no salvamento de adolescente

No dia 5 de agosto deste ano, os soldados Costa e Moreira, do 22º Batalhão de Polícia Militar, participaram de uma ocorrência que terminou com o salvamento de um jovem de 16 anos, que ficou entre a vida e a morte após ter o pulso cortado, no município de Almirante Tamandaré. Na ocasião, a equipe da

No dia 5 de agosto deste ano, os soldados Costa e Moreira, do 22º Batalhão de Polícia Militar, participaram de uma ocorrência que terminou com o salvamento de um jovem de 16 anos, que ficou entre a vida e a morte após ter o pulso cortado, no município de Almirante Tamandaré. Na ocasião, a equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) foi obrigada a adaptar os conhecimentos obtidos em instruções de trauma em combate ao ferimento do adolescente, e utilizou os equipamentos que tinham à disposição, conseguindo conter o sangramento da vítima e levá-lo a tempo para o hospital local.

A ação chamou a atenção de João Batista Ferreira, proprietário de uma empresa do ramo de APH (equipamentos de atendimento pré-hospitalar) e de atuação policial. No último sábado, 26, o empresário compareceu na sede do Batalhão, em Colombo, para repor, sem qualquer custo, os equipamentos utilizados pelos soldados na ocorrência. 

Em nota, o 22º BPM agradeceu a entrega dos materiais. “A sociedade colaborativa e cada vez mais próxima da Polícia Militar fomenta a dedicação em prol das boas ações, não obstando ao fato de que gestos como esse, motivam ainda mais o efetivo da Polícia Militar a seguir os ótimos serviços prestados à sociedade paranaense”, diz o texto.

Para o empresário, a contribuição feita é um dever de toda a sociedade. “Deixo aqui o meu agradecimento formal em ter a oportunidade de apoiar esses valorosos policiais, que não mediram esforços ou recursos para salvar a vida do jovem. Desejo também que meus semelhantes na sociedade civil organizada contribuam cada vez mais com as forças de segurança pública. Como diz no ar.t 144 da nossa constituição, 'a segurança pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos'. Então, que todos façamos a parte que nos cabe como cidadão”, comentou.

Posts