Turismo religioso é marca cultural de Colombo – Jornal de Colombo

Turismo religioso é marca cultural de Colombo

Turismo religioso é marca cultural de Colombo

A história colombense, como visto anteriormente, tem uma ligação muito próxima com a religiosidade, em especial com a Igreja Católica. Os primeiros habitantes da região trouxeram consigo toda a cultura cristã e deixaram para o futuro uma série de tradições e construções históricas, entre elas três igrejas que chamam a atenção por sua beleza e por

A história colombense, como visto anteriormente, tem uma ligação muito próxima com a religiosidade, em especial com a Igreja Católica. Os primeiros habitantes da região trouxeram consigo toda a cultura cristã e deixaram para o futuro uma série de tradições e construções históricas, entre elas três igrejas que chamam a atenção por sua beleza e por serem símbolos de uma sociedade que ajudou a construir a nossa cidade: a Igreja Matriz (Nossa Senhora do Rosário), a Igreja da Colônia Faria (Nossa Senhora de Saúde) e a Capela São Pedro (Nossa Senhora de Caravaggio). 

A primeira é um símbolo máximo de Colombo, estando presente em cartões postais, publicidades e fotos de turistas. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário foi construída em 1899 no local onde já se faziam celebrações desde 1878, e é réplica de uma igreja da cidade de Vicenza, na Itália. Imponente, ela pode ser vista de quase qualquer ponto da região do Centro de Colombo. A construção dela se deu graças ao então pároco Francisco Bonato. Em meados de 2013, o espaço passou por uma ampla reforma. Logo na frente da igreja, junto à escadaria, há a imagem de um Cristo Redentor, que observa parte do município. A Igreja Matriz fica localizada na Rua Francisco Busato, de frente para a Rua XV de Novembro e pode ser acessada pela Rodovia da Uva para quem sai de Curitiba ou de outras regiões urbanas de Colombo.  

Em seguida, a rota do turismo religioso segue para a Colônia Faria, uma das primeiras colônias estabelecidas na região, em 1887. Lá, foi construída a Igreja Nossa Senhora da Saúde, que foi iniciada em 1924. A imagem de Nossa Senhora da Saúde, inclusive, veio da Itália no início da década de 30. A torre dos sinos, de cerca de 35 metros, foi construída entre os anos de 1934 e 1935. Próximo ao estacionamento, há um monumento em homenagem à Virgem Maria. A igreja fica na Rua Presidente Faria, 3423. 

Foto: Yuri Casari

Por fim, há a Capela São Pedro, também conhecida como Capela do Capivari, localizada no bairro de mesmo nome. Para chegar até ela, é necessário pegar a Estrada da Ribeira (BR-476), sentido Bocaiúva do Sul. Após um trecho sinuoso de cerca de 10km, está instalada em um vale a bela e simplória igreja. Logo à frente, há uma fonte com a imagem de Nossa Senhora do Caravaggio, considerada a padroeira dos agricultores. Anualmente, no dia 26 de maio, é comemorada uma festa que faz parte do calendário oficial de eventos do município. Na celebração, é feita uma procissão em que a imagem da santa vai até a Igreja Matriz e retorna. Na Rua Virgílio Arcie, 1052, onde está situada a igreja, também foi instalado um pequeno monumento em homenagem a São Pedro.  

Foto: Yuri Casari

Uma homenagem ao padre Hildo Ferrarini 

Morador de Colombo desde 1948, o padre Hildo Ferrarini foi um dos grandes nomes da história colombense, tendo sido vigário da Igreja Nossa Senhora do Rosário nos últimos anos. Em 2020, no dia 29 de agosto, o pároco deixou este plano aos 82 anos, sendo pelo menos 55 dedicados à religião. Fica o registro de nossa homenagem a um dos homens que contribuiu com a construção da nossa Colombo.  

Posts