Solidariedade em prol do bem-estar dos animais - Jornal de Colombo

Solidariedade em prol do bem-estar dos animais

Julie de Pádua é moradora de Colombo e percebeu que poderia usar os seus talentos para ajudar os animais. Acompanha a proteção animal há mais de 10 anos, mas somente começou a realizar resgates há alguns meses através de pedidos de ajuda, mas também já ajudou animais que ao passar por eles percebeu o quanto

Julie de Pádua é moradora de Colombo e percebeu que poderia usar os seus talentos para ajudar os animais. Acompanha a proteção animal há mais de 10 anos, mas somente começou a realizar resgates há alguns meses através de pedidos de ajuda, mas também já ajudou animais que ao passar por eles percebeu o quanto necessitavam. Para ela, a adoção é a própria vida do animal. Quando uma pessoa adota um pet, ela está salvando essa vida. Está oferecendo lar, comida e carinho. É isso que os bichinhos desejam!

Jornal de Colombo: De onde vem os recursos que você usa para ajudar os animais?

Julie de Pádua: O trabalho na proteção animal é totalmente voluntário. Os recursos consigo por meio de rifas e doações que solicito via redes sociais e, também, quando dá, do meu bolso.

JC: Quantos animais em média você já ajudou?

Julie: Em 9 meses de proteção cálculo uns 50. Mas não fiz nada sozinha. Não tem como fazer proteção sozinha. Sempre busco ajuda entre protetoras mais experientes e amigos.

JC: Quais são os maiores desafios?

Julie: Conseguir dinheiro está no topo dos desafios. Em segundo lugar, achar pessoas disponíveis para me ajudar. Nem só de dinheiro vive a proteção, muita gente pode ajudar de diversas maneiras: carona solidária, ser voluntário nas feiras de adoção, ajudar a vender rifa, ajudar a divulgar animais perdidos, achados e para doação e, também, fazer lar temporário.

JC: Qual a importância da castração?

Julie: A castração é importante para que o animal tenha uma vida saudável. Tanto no caso de cães e gatos, fêmea e machos, a castração impede inúmeras doenças, além de ajudar no comportamento e, claro, evitar crias! Muita gente não sabe, mas quando o macho é castrado, antes de virar adulto, ele fará xixi sentado! Isso evita a marcação de território, principalmente para quem gosta de ter animais dentro de casa, isso ajudará a manter a limpeza.

JC: Mande um recado para a população.

Julie: Caros cidadãos de Colombo, peço encarecidamente que cuidem dos seus animais! Castrem e vacinem! Não é caro como muitos pensam. Há muitas clínicas que fazem preços acessíveis para a população. Além de castrar seu animal e vaciná-lo, mantenha-os longe da rua. Muitos cães que são resgatados tinham tutores, porém, por deixarem sair na rua, acabam se perdendo. E, também, peço, por favor, ajudem as protetoras da nossa cidade. Como já mencionei, há muitas formas de ajudar. Se cada um fizer sua parte, certamente nossa cidade poderá ser modelo em proteção e cuidados com os animais. Já pensou?

Posts