Sessões ordinárias na Câmara são retomadas com eleição na mesa diretiva - Jornal de Colombo

Sessões ordinárias na Câmara são retomadas com eleição na mesa diretiva

Sessões ordinárias na Câmara são retomadas com eleição na mesa diretiva

Foi realizada na tarde desta terça-feira, 14, a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal após o retorno das atividades parlamentares no município de Colombo. A casa legislativa havia ficado cerca de vinte dias completamente fechada. Porém, o acesso do público permanece restrito. No início da sessão, transmitida pela internet de forma oficial pela primeira vez

Foi realizada na tarde desta terça-feira, 14, a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal após o retorno das atividades parlamentares no município de Colombo. A casa legislativa havia ficado cerca de vinte dias completamente fechada. Porém, o acesso do público permanece restrito. No início da sessão, transmitida pela internet de forma oficial pela primeira vez na história, o presidente da Câmara, vereador Vagner da Viação, fez uma breve declaração em nome dos demais vereadores. “O poder legislativo de Colombo manifesta sua solidariedade a todos os profissionais de saude e demais trabalhadores de todos os segmentos da sociedade que contribuem para que todo cidadão e cidadã sejam amparados neste momento difícil”, disse.

Em seguida, foi realizada a eleição de presidente, vice-presidente e segundo secretário da mesa diretiva para o final do biêmiio 2019-2020. Isso se deu pela mudança de partido dos detentores destes cargos, conforme regimento da casa. O presidente Vagner da Viaçao deixou o PRB e se filiou ao Partido Progressista (PP). O vice Marquinho Berlesi saiu do PSDB para o Partido Liberal (PL). E o segundo secretário Issa Paixão saiu do PTB para o  Partido Trabalhista Cristão (PTC). Também procuraram novos ares em outros partidos os vereadores Élcio do Aviário e Marcus Dumonte (Partido Liberal – PL), Vardão (Partido Progressista – PP), Jerçon (Partido Trabalhista Brasileiro – PTB), Dolíria Strapasson e Eurico Dino (Partido Social Democrático – PSD), Sidinei Campos (Democratas – DEM), Thiago de Jesus (Movimento Democrático Brasileiro – MDB) e Angelo Betinardi (Partido Democrático Trbalhista  – PDT).

A votação para a mês diretiva é secreta e os eleitos são aqueles que recebem a maioria absoluta de votos, ou seja, que tenah recebido no mínimo nove dos dezessete  votos disponíveis. Para a presidência, apenas Vagner da Viação se candidatou. O atual presidente foi novamente eleito sem surpresas com quatorze votos favoráveis e apenas um voto contrário. Dois votos foram consderados nulos em razão do preenchimento incorreto da cédula. O processo se repetiu para a realização de votação do vice-presidente e do segundo secretario. Em relação ao vice, houveram dois candidatos: o atual detentor do cargo Marquinho Berlesi e Jerçon. Berlesi se manteve no cargo tendo recebido onze votos, enquanto Jerçon recebeu seis votos. Por fim, na votação de segundo secretário, apenas Eurico Dino se candidatou ao cargo. O edil recebeu oito votos favoráveis, cinco votos contrários e quatro votos dados como branco. Dessa forma, Dino não alcançou o número mínimo de votos. Assim, nova data será marcada para eleição do segundo secretário da mesa. O cargo fica vago até nova eleição.

Em reunião interna, também foram redefinidos os membros das comissões da casa. Após um intervalo foram realizadas a leitura das indicações, pedidos de melhorias feitos pelos vereadores aos órgãos e autoridades competentes. Por fim, o secretário de Saúde do município Antoninho Barth foi chamado para a Tribuna Livre para falar sobre o enfrentamento ao coronavírus. O dirigente alertou a população sobre a gravidade da pandemia e solicitou aos vereadores o apoio para combater esta nova doença. “Temos notado no decorrer dos últimos trinta dias que nossa população não tem acreditado muito no que está acontecendo. Colombo é igual a todos os municípios do Paraná e do Brasil. Não temos um escudo invisivel que vai fazer com que este vírus não venha até nossa cidade. Nós somos tão vulneraveis como qualquer outro município do Brasil ou população do mundo. Uma pandemia, em termos gerais, quer dizer que toda a saúde do mundo esrtá comprometida. Não é em vão que as autoridades pedem para nós tomarmos todo o cuidado possivel com isolamento, com a distância. É esse o apelo que faço aqui. Ajude-nos a disseminar essas orientações. É necessário ter uma distância, inclusive entre os senhores. Nós precisamos dar exemplo. A situação é delicada”, afirmou o secretário. Houve um ainda um espaço para que os vereadores pudessem tirar dúvidas sobre a pandemia. Participaram deste momento, além do secretário Antoninho Barth, a diretora administrativa da Secretaria de Saúde, Nice Lara e a diretora do departamento de Vigilância Sanitária, Pricila Costa.

Posts