Programa Família Acolhedora abre inscrições - Jornal de Colombo

Programa Família Acolhedora abre inscrições

Programa Família Acolhedora abre inscrições

Estão abertas as inscrições para o Programa Família Acolhedora. As famílias interessadas em participar podem se cadastrar para receber em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de risco pessoal e social. A inscrição é gratuita e pode ser feita por meio do preenchimento da Ficha de Cadastro do

Estão abertas as inscrições para o Programa Família Acolhedora. As famílias interessadas em participar podem se cadastrar para receber em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de risco pessoal e social. A inscrição é gratuita e pode ser feita por meio do preenchimento da Ficha de Cadastro do Programa, disponível no site da Prefeitura, que deve ser entregue na Secretaria de Assistência Social juntamente com a cópia dos documentos exigidos. Após esse processo, os candidatos passaram por uma seleção, capacitação e posteriormente serão acompanhadas pela equipe técnica do programa.

“As famílias cadastradas precisam ter um espírito altruísta e estar dispostas a dar carinho, atenção e proteção a estas crianças e adolescentes. Elas precisam sentir que serão bem recebidas e queridas neste novo ambiente familiar. Lembrando que não é adoção e sim um acolhimento provisório”, explicou a Secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza.

Os interessados devem possuir os seguintes documentos: carteira de identidade, certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência, certidão negativa de antecedentes criminais, comprovante de vínculo trabalhista com apresentação de carteira de trabalho ou contrato trabalhista e se aposentado ou pensionista apresentar cartão do INSS.

As famílias acolhedoras prestarão serviço de caráter voluntário e os requisitos para participar são: ser maior de 21 anos, sem restrição quanto ao sexo e estado civil; concordância de todos os membros das famílias; residir no município de Colombo; disponibilidade de tempo e interesse em oferecer proteção e amor às crianças e adolescentes; ter ao menos um dos responsáveis com vínculo trabalhista, ou pensionista e parecer psicossocial favorável.

Posts