Prefeitura de Colombo cobra da Sanepar fim do rodízio de água no município - Jornal de Colombo

Prefeitura de Colombo cobra da Sanepar fim do rodízio de água no município

Prefeitura de Colombo cobra da Sanepar fim do rodízio de água no município
Prefeito Hélder Lazarotto esteve reunido com técnicos da Sanepar na última segunda-feira.(Foto: Divulgação/PMC)

Esta semana, o prefeito Hélder Lazarotto esteve reunido com técnicos da Sanepar na Prefeitura de Colombo, oportunidade em que o chefe do Executivo Municipal cobrou urgência no fim do rodízio de abastecimento de água que ainda persiste no município.

A pedido do prefeito, a empresa afirmou que já trabalha numa solução técnica que não sobrecarregue o sistema de captação de água presente em Colombo e que atenda à demanda local.

De acordo com a Sanepar, já estão sendo realizadas obras no Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) para levar água da capital à região atingida no município. Segundo os técnicos, as obras estão em fase bem adiantada e passam por ajustes operacionais para garantir a retomada do fornecimento regular da água nas regiões afetadas já nos próximos dias.

No dia 19 de janeiro, a empresa anunciou a suspensão do rodízio de água em todo o estado após quase dois anos de aplicação da medida. Contudo, determinadas regiões do estado continuaram enfrentando o desabastecimento por conta de diferentes condições.

Leia: Após lucro bilionário, Sanepar encaminha pedido de reajuste de preço na tarifa.

Em Colombo, os bairros Butiatumirim, Fervida, São João, Santa Gema, Cercadinho, Serrinha, Itajacuru, Parque Embu, Arruda, Santa Tereza, Jardim Florença, Gabirobal, Uvaranal, Sapopema, Curitibano, Santa Fé, São Gabriel, Ana Rosa e Roça Grande, continuam no rodízio.

De acordo com a companhia, o motivo do racionamento que atinge 20% da cidade, deve-se ao fato de que esta não é uma área abastecida pelas barragens do sistema Saic e, sim, por poços do Aquífero Karst, que ainda estão com vazão reduzida devido a última estiagem.

O vereador de Colombo, Anderson Prego, encaminhou no dia 22 de fevereiro o ofício nº 048/2022, no qual solicita explicações a respeito da continuidade do rodízio no fornecimento de água pela Companhia Paranaense de Saneamento, mesmo após quase dois anos.

“Uma empresa que presta um serviço público de tamanha importância como é a Sanepar, deveria prestar informações de forma mais transparente à população, bem como tem por obrigação empenhar esforços para resolver os problemas que atrapalham o atendimento com eficiência”, destacou o vereador.

Anderson justifica que é pertinente saber, neste contexto, quais parâmetros indicam a necessidade de manter o rodízio no fornecimento de água em Colombo; quais fatores são necessários para que o abastecimento volte a acontecer sem interrupções; e quais estratégias e ações a Sanepar estão empregando para que o abastecimento volte à normalidade.

Posts