Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba podem entrar em greve na próxima segunda-feira (9) - Jornal de Colombo

Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba podem entrar em greve na próxima segunda-feira (9)

Após mais uma vez não receber os seus salários na data certa, motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba podem entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (09). De acordo com com o presidente do Sindimoc (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana), Anderson Teixeira, foi convocado assembleias

Foto:

Após mais uma vez não receber os seus salários na data certa, motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba podem entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (09). De acordo com com o presidente do Sindimoc (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana), Anderson Teixeira, foi convocado assembleias em frente às empresas que não realizaram os pagamentos.

“Firmamos um compromisso na Superintendência Regional do Trabalho no Paraná para que o pagamento de hoje saísse a todos os trabalhadores. Infelizmente não saiu. Como deixamos bem claro naquela reunião, se não tivesse pagamento, Curitiba ia parar. Convoco todos a fazer assembleias para que possamos chamar e regulamentar uma greve, onde vamos dar um basta nesses atrasos. Uma greve geral em Curitiba exigindo respeito e o pagamento em dia”, afirmou Teixeira ao Jornal de Colombo.

No último dia 28 de abril, ao menos 50 trabalhadores do transporte coletivo se mobilizaram para protestar em frente à Superintendência Regional do Trabalho no Paraná por conta do atraso no pagamento de salários que estaria se tornando recorrente. O Sindimoc havia convocado uma audiência no local com o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) e a Urbanização de Curitiba (Urbs) para discutir os atrasos.

Ainda em entrevista ao Jornal de Colombo, o presidente do Sindimoc, disse que tudo já teria sido feito para tentar chegar a uma solução sobre os pagamentos.

“Lamentavelmente mais um dia de pagamento e mais uma história triste pra contar. Nós fizemos de tudo, buscamos até o cansaço uma forma de compromisso que as empresas tivessem com os trabalhadores e pagassem os salários em dia”, continuou.

Setransp

A redação do Jornal de Colombo entrou em contato com o Setransp, e em nota, o órgão confirmou o atraso nos pagamentos e justificou que repasses a serem realizados pela Urbs ainda não aconteceram. Leia a nota na íntegra:

“O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) informa que, por conta de alguns atrasos nos repasses a serem realizados pela Urbanização de Curitiba (Urbs), algumas operadoras estão com atrasos pontuais em relação ao pagamento de salários dos colaboradores.

Esperamos que a situação seja regularizada por parte da URBS até o início da semana, para que os pagamentos possam ser realizados.”

A reportagem do Jornal de Colombo enta contato com a Urbs para um posicionamento sobre a situação.

Kainan
EDITOR
PROFILE

Posts