IFPR Campus Colombo se prepara para ajudar no combate ao coronavírus - Jornal de Colombo

IFPR Campus Colombo se prepara para ajudar no combate ao coronavírus

IFPR Campus Colombo se prepara para ajudar no combate ao coronavírus

Servidores do Campus Colombo do Instituto Federal do Paraná (IFPR) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde estão empenhados em um projeto de produção e distribuição de EPI’s, os Equipamentos de Proteção Individual, com o intuito de colaborar com o combate a Covid-19. Um dos principais produtos que está sendo elaborado é a máscara

Servidores do Campus Colombo do Instituto Federal do Paraná (IFPR) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde estão empenhados em um projeto de produção e distribuição de EPI’s, os Equipamentos de Proteção Individual, com o intuito de colaborar com o combate a Covid-19. Um dos principais produtos que está sendo elaborado é a máscara facial (face shield). A estimativa é de que o Campus Colombo possa produzir cerca de 100 máscaras diariamente.

Especificamente, o projeto do protetor facial para os profissionais da saúde é desenvolvido e coordenado pelo professor Marcos Dinís Lavarda e financiado pelo IFPR/PROEPPI. O projeto está disponível para livre reprodução e uso, seguindo recomendações da ANVISA. “Estes protetores faciais tem a vantagem de serem feitos somente com acetato e elásticos, dispensando a impressão 3D, tornando mais acessível e rápida a fabricação, que pode ser realizada pelos próprios usuários, utilizando o gabarito disponível em uma folha de acetato tamanho A3, elástico, tesoura e furador de papel. O protetor fica pronto em 5 minutos”, detalhou Lavarda.

A equipe de servidores, formada também por Ademir Luiz do Prado, Eduardo Liquio Takao, Emílio Rudolfo Fey Neto, Marcio Rodrigo Santos está desenvolvendo outros dois projetos: um purificador de ar, utilizando luz ultravioleta UV-C, para a desinfecção de ambientes e um ventilador pulmonar. Para o primeiro, o IFPR está contando com a doação de materiais e cortes de chapas de MDF para as caixas, e estima a produção de 5 equipamentos na próxima semana, para disponibilização em ambientes de circulação, como hospitais, com o intuito de reduzir a carga de microorganismos presentes no ar.

Já o segundo está tendo a colaboração do IFPR junto à UFPR (Universidade Federal do Paraná) e outras entidades. Espera-se que este projeto seja viabilizado em conjunto para disponibilização de ao menos 10 equipamentos nas próximas semanas.

Posts