Helder Lazarotto assina prorrogação do selo de vistoria do transporte escolar - Jornal de Colombo

Helder Lazarotto assina prorrogação do selo de vistoria do transporte escolar

Helder Lazarotto assina prorrogação do selo de vistoria do transporte escolar

Nesta segunda-feira, 1ºde fevereiro, em ato realizado na Regional do Maracanã, o prefeito Helder Lazarotto assinou a instrução normativa que prorroga para o mês de julho a validação do selo de vistoria do transporte escolar, que venceria neste início de ano. O processo de vistoria dos veículos ocorre duas vezes ao ano, coincidindo com as

Nesta segunda-feira, 1ºde fevereiro, em ato realizado na Regional do Maracanã, o prefeito Helder Lazarotto assinou a instrução normativa que prorroga para o mês de julho a validação do selo de vistoria do transporte escolar, que venceria neste início de ano.

O processo de vistoria dos veículos ocorre duas vezes ao ano, coincidindo com as férias escolares e a prorrogação tem o objetivo de reduzir custos aos profissionais. O impacto da pandemia do novo coronavírus nos motoristas de vans escolares foi a justificativa para a medida. “Os motoristas teriam que pagar várias taxas agora para renovar as permissões e as vistorias. Então, sendo solidário a este grande grupo, resolvemos prorrogar a validade do selo de vistorias até o mês de julho”, disse o prefeito Helder Lazarotto.

O vice-prefeito e secretário de Educação, Alcione Giaretton, destacou o período inativo da classe. “Foi de suma importância a prorrogação destas datas, porque a gente entende que é um momento de crise mundial e, para eles, a crise é mais efetiva ainda, pois não tiveram a oportunidade de trabalhar um ano inteiro e sabemos das dificuldades”, afirmou.

Um dos representantes da categoria, Wanderson Pereira Bezerra, afirmou que a prorrogação do prazo de vistoria não afeta a segurança dos veículos, que já foram vistoriados no ano passado. “Em 2020, a gente passou por essa pandemia e não teve amparo nenhum. Agora a gente veio dialogando com o prefeito, que prontamente nos escutou. E é apenas um prazo para que a gente possa levantar financeiramente, porque os carros já foram vistoriados em 2020 e não foram utilizados”, explica.

Também estiveram presentes no ato simbólico o secretário Municipal de Administração, Ademir Garcia; representantes da categoria dos motoristas e os vereadores Professor Roger (Republicanos) e Renato da Farmácia (DEM).

Posts