Descarte incorreto do lixo chama a atenção em Colombo - Jornal de Colombo

Descarte incorreto do lixo chama a atenção em Colombo

Descarte incorreto do lixo chama a atenção em Colombo

A pandemia do novo coronavírus deveria ter sido um alerta para a população de todo o planeta sobre os problemas causados pela interferência humana no meio ambiente. Porém, nem ações simples de contribuição à natureza, como a correta separação e descarte dos resíduos que produzimos, são levadas a sério pela maioria da população. Para verificar

A pandemia do novo coronavírus deveria ter sido um alerta para a população de todo o planeta sobre os problemas causados pela interferência humana no meio ambiente. Porém, nem ações simples de contribuição à natureza, como a correta separação e descarte dos resíduos que produzimos, são levadas a sério pela maioria da população. Para verificar isso, basta passear por Colombo e se deparar com inúmeros terrenos baldios e áreas de mata cobertos por todo tipo de lixo.

Um exemplo prático e real? Nesta terça-feira, 23, a Prefeitura Municipal publicou em suas redes sociais sobre um serviço de roçada e limpeza efetuado no entorno do CMEI Generosa Simões, no bairro Palmital. A iniciativa foi realizada pela Secretaria de Obras e Viação. Na publicação, salta aos olhos a quantidade de entulho no local. Nos comentários, diversos foram os relatos de moradores apontando locais e bairros que sofrem o mesmo problema. “Chegam caminhonetes e jogam lixo, pneu velho, móveis velhos”, relatou uma moradora do Jardim Aurora.

O secretário de Obras e Viação, Ítalo Perini Neto, fez um apelo para que a população faça a destinação correta dos resíduos e lembrou alguns dos problemas causados pelo acúmulo de lixo. “Todos os dias, retiramos toneladas de lixos que são jogados em terrenos baldios e ruas com pouco movimento nos bairros da cidade. Pedimos a colaboração da população para que problemas como enchentes e proliferação de pragas sejam evitados”, afirmou.

Orientações

O trabalho de limpeza pública é de responsabilidade da Secretaria de Obras e Viação, e também da Secretaria de Meio Ambiente, que orienta que a população deve estar atenta à separação dos resíduos, distinguindo o que é lixo orgânico e lixo reciclável.

Em meio à pandemia, outra preocupação também é evitar que os trabalhadores sejam expostos a materiais contaminados. Por isso, é importante que itens como luvas e máscaras sejam descartados junto ao chamado lixo comum, e que as sacolas sejam bem vedadas. “É importante destacar que o lixo coletado pelo caminhão da Coleta Seletiva, é destinado às associações de recicladores. Tanto na coleta, quanto na seleção, não podemos enviar lixo contaminado e expor as pessoas que fazem a sua manipulação”, destaca Tatiane Soares, coordenadora do setor de coleta da Secretaria do Meio Ambiente.

Posts