Colombo tem 14 óbitos causados pela Covid-19 - Jornal de Colombo

Colombo tem 14 óbitos causados pela Covid-19

Colombo tem 14 óbitos causados pela Covid-19

Nos últimos dias, a Secretaria de Estado da Saúde adicionou mais quatro óbitos causados pela Covid-19 aos registros de Colombo. Segundo os dados divulgados e disponíveis no site do órgão, o município totaliza 14 mortes relacionadas à doença do novo coronavírus. Os últimos registros são de quatro idosos, todos do sexo masculino. No dia 28 de

Nos últimos dias, a Secretaria de Estado da Saúde adicionou mais quatro óbitos causados pela Covid-19 aos registros de Colombo. Segundo os dados divulgados e disponíveis no site do órgão, o município totaliza 14 mortes relacionadas à doença do novo coronavírus. Os últimos registros são de quatro idosos, todos do sexo masculino. No dia 28 de junho, faleceram dois senhores, de 61 e 82 anos. No dia 29, a vítima fatal tinha 70 anos. E o óbito mais recente foi de um senhor de 81 anos, no dia 30 de junho. 

Ainda segundo os dados da Sesa, divulgados nesta quarta-feira, 1º de julho, Colombo possui 342 casos confirmados da doença. O boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura, também nesta quarta, tem um pequeno atraso nos dados. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram registrados mais 17 casos de Covid-19 no município, totalizando 304 pacientes positivados. 

Mais do que os números oficiais, é preciso prestar atenção também nas entrelinhas desse aumento acelerado. A confirmação de um paciente infectado se dá pela realização de testes e exames ou por diagnóstico clínico. Muitos pacientes são diagnosticados tardiamente e a falta de testagem em massa causa ainda mais distorções. Segundo um estudo da UFPEL (Universidade Federal de Pelotas-RS), publicado no início do mês de junho, a subnotificação no Brasil implica que, a cada um caso confirmado, há cerca de sete outros casos. Dessa forma, podemos estimar que em Colombo, que está na casa das 300 confirmações, temos um número de 2.100 pessoas infectadas pela Covid-19.

O aumento contínuo dos casos e de mortes deveria deixar a população em alerta, mas o que se viu, tanto em Colombo, como em demais cidades da Região Metropolitana de Curitiba, afetadas pelo novo decreto emitido pelo Governo do Estado que aumentou as restrições, foi um comércio ativo, com um número expressivo de estabelecimentos descumprindo as ordens determinadas. O decreto teve início nesta quarta-feira e vale pelos próximos 14 dias, podendo ser prolongado por mais sete dias, se o Governo do Estado considerar necessário. 

Posts