APMC Sindicato repudia retorno dos servidores colombenses classificados como grupo de risco da Covid-19 - Jornal de Colombo

APMC Sindicato repudia retorno dos servidores colombenses classificados como grupo de risco da Covid-19

APMC Sindicato repudia retorno dos servidores colombenses classificados como grupo de risco da Covid-19

No último dia 28 de agosto, a Prefeitura de Colombo publicou a Portaria nº 058/2020, em que ordenou que servidores públicos, classificados como grupo de risco, deveriam retornar ao trabalho. O mesmo documento indicava que os serviços dos órgãos municipais deveriam voltar a ser prestados de forma presencial. Nesta terça-feira, 8, a APMC Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores

No último dia 28 de agosto, a Prefeitura de Colombo publicou a Portaria nº 058/2020, em que ordenou que servidores públicos, classificados como grupo de risco, deveriam retornar ao trabalho. O mesmo documento indicava que os serviços dos órgãos municipais deveriam voltar a ser prestados de forma presencial.

Nesta terça-feira, 8, a APMC Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública de Colombo) divulgou e encaminhou à CNTE (Confederação Nacional  dos Trabalhadores em Educação) uma moção de repúdio direcionada à Prefeitura, se posicionando contra o retorno do trabalho presencial, principalmente aos que estão classificados como grupo de risco da Covid-19.

Na nota emitida pela entidade, a APMC afirma que acionou a Promotoria Pública pedindo esclarecimentos em relação ao decreto e destacou o número de óbitos e casos confirmados no município, como argumento que reforça a posição do sindicato. 

A seguir, a nota da APMC Sindicato na íntegra: 

A APMC manifesta publicamente seu REPÚDIO ao Decreto 58/2020 e ao Regulamento publicado pela Prefeitura de Colombo que está colocando em risco a VIDA dos trabalhadores(as) do GRUPO DE RISCO e demais servidores(as) com o retorno dos mesmos às atividades presenciais.

A APMC já encaminhou requerimento à PROMOTORIA PÚBLICA, solicitando esclarecimentos sobre o DECRETO e o REGULAMENTO citado acima, reiterando sua posição contrária, lembrando que COLOMBO tem registrado quase CEM ÓBITOS recentemente e mesmo com a queda da curva de contágio, foi constatado nos ÚLTIMOS BOLETINS, que Colombo já soma quase 3000 CASOS, e com esse medida coloca em risco a VIDA dessas pessoas e de seus familiares!

(APMC Sindicato, 08/09/2020)

Posts