Vai fazer um Pix? Cuidado com os golpes - Jornal de Colombo

Vai fazer um Pix? Cuidado com os golpes

Vai fazer um Pix? Cuidado com os golpes

O Pix, meio de pagamento eletrônico instituído pelo Banco Central, revolucionou a forma como fazemos pagamentos e transferências bancárias, oferecendo rapidez, segurança e economia. Infelizmente, os criminosos já estão de olho na nova ferramenta. O alerta é do Procon-PR, órgão vinculado à Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho. Os golpistas buscam invadir a conta

O Pix, meio de pagamento eletrônico instituído pelo Banco Central, revolucionou a forma como fazemos pagamentos e transferências bancárias, oferecendo rapidez, segurança e economia. Infelizmente, os criminosos já estão de olho na nova ferramenta. O alerta é do Procon-PR, órgão vinculado à Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho.

Os golpistas buscam invadir a conta do WhatsApp do usuário desavisado, que clicou em algum link suspeito ou disponibilizou algum dado pessoal sem perceber se tratar de um golpe. A partir daí, os criminosos mandam mensagens para seus contatos pedindo alguma transferência via Pix. “Para evitar essa situação os cuidados devem ser redobrados com os pedidos de dinheiro através de mensagens pelo celular. Deve-se sempre checar a autenticidade do solicitante”, destaca o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

A diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, lembra que as transferências pelo Pix são feitas em até 10 segundos, o que dificulta reverter a situação. “Em casos de dúvidas sobre a garantia de seus direitos, orientamos que o consumidor procure o Procon-PR”, alerta.

O Procon-PR pode ser contatado pelo site oficial do órgão ou pelo consumidor.gov.br.

Posts