Ministério da Saúde muda formato de divulgação de dados da pandemia - Jornal de Colombo

Ministério da Saúde muda formato de divulgação de dados da pandemia

Ministério da Saúde muda formato de divulgação de dados da pandemia

O Ministério da Saúde informou neste domingo, 7, que passará a divulgar os dados da Covid-19 em uma plataforma interativa com uma análise de casos e mortes por data de ocorrência, de forma regionalizada. Ao menos essa foi a justificativa para o “sumiço” dos dados da pandemia ocorrido na última sexta-feira. A ação foi criticada

O Ministério da Saúde informou neste domingo, 7, que passará a divulgar os dados da Covid-19 em uma plataforma interativa com uma análise de casos e mortes por data de ocorrência, de forma regionalizada. Ao menos essa foi a justificativa para o “sumiço” dos dados da pandemia ocorrido na última sexta-feira. A ação foi criticada por diversos setores da sociedade civil e se juntou a outras medidas questionáveis, como a publicação tardia das informações, em claro movimento para atrapalhar a divulgação das informações relativas à pandemia. Segundo o Ministério, a nova plataforma deve ser disponibilizada até semana que vem. Ainda de acordo com o órgão, o novo formato deve mostrar um panorama mais próximo do real, com as datas de ocorrência. “O uso da data de ocorrência (e não da data de registro) auxiliará a se ter um panorama mais realista do que ocorre em nível nacional e favorecerá a predição, criando condições para a adoção de medidas mais adequadas para o enfrentamento da covid-19, nos âmbitos regional e nacional”, publicou em comunicado. 

Outra medida nova será a apresentação, às terças-feiras, de um boletim epidemiológico semanal, divulgado em uma reunião técnica com a participação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Por convenção internacional, as semanas epidemiológicas são contadas de domingo a sábado e servem como padrão para comparação de dados e acompanhamento da evolução da dinâmica de transmissão da doença.

O Governo Federal também afirmou que foi criada uma base de disseminação de dados abertos – o OpenDatasus – que disponibiliza as notificações de síndrome gripal leve e de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) relacionadas ao covid-19. 

Repercussão

As mudanças iniciadas ainda na última semana, não repercutiram bem. No sábado, 6, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento extrajudicial para apurar as motivações do Ministério da Saúde na mudança da forma de divulgação dos dados do novo coronavírus no Brasil. Entre as alterações, está a não divulgação  dos números totais da contaminação no painel oficial, passando a divulgar apenas os números diários.

Já a Sociedade Brasileira de Infectologia criticou em nota oficial a mudança na divulgação de dados do Ministério da Saúde. “É fundamental que em uma pandemia de tamanha magnitude tenhamos os números reais. Somente com informações epidemiológicas confiáveis será possível a avaliação das medidas atuais e o planejamento de ações para combater a propagação do novo coronavírus, que vem causando danos avassaladores no mundo e especialmente no Brasil”. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também se juntou às críticas. “É urgente que o Ministério da Saúde divulgue os números com seriedade, respeitando os brasileiros e em horário adequado. Não se brinca com mortes e doentes”, afirmou nas redes sociais.

Posts