Ministério da Saúde institui força-tarefa para combate à pandemia - Jornal de Colombo

Ministério da Saúde institui força-tarefa para combate à pandemia

Ministério da Saúde institui força-tarefa para combate à pandemia

O Ministério da Saúde criou nesta semana uma força-tarefa para coordenar o processo de aquisição e distribuição de equipamentos, insumos e medicamentos para o combate à pandemia do novo coronavírus em todo o país. O grupo também será responsável por propor ações para o fortalecimento de serviços hospitalares e controlar o processo de habilitação de

O Ministério da Saúde criou nesta semana uma força-tarefa para coordenar o processo de aquisição e distribuição de equipamentos, insumos e medicamentos para o combate à pandemia do novo coronavírus em todo o país. O grupo também será responsável por propor ações para o fortalecimento de serviços hospitalares e controlar o processo de habilitação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo para o enfrentamento da Covid-19. A força-tarefa foi instituída através da portaria nº 1.587, publicada nesta segunda-feira, 22, no Diário Oficial da União.

A iniciativa tem a coordenação da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde, do Ministério da Saúde, e contará com representantes de vários órgãos ligados à pasta, como o Departamento de Monitoramento e Avaliação do Sistema Único de Saúde; as Secretarias Especial de Saúde Indígena; e de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos.

Segundo a portaria, todas as decisões, antes de entrarem em vigor, serão submetidas à avaliação do ministro da Saúde e os Estados serão responsáveis pelo posterior repasse aos municípios. “Caberá aos Estados definir os critérios objetivos de distribuição para os municípios, levando em consideração os critérios qualificadores e objetivos, previstos na portaria, e a situação epidemiológica relacionada à Covid-19”, diz o texto.

A força-tarefa terá vigência enquanto durar a declaração de emergência em saúde pública pela doença.

O novo coronavírus já atingiu mais de um milhão de pessoas no Brasil de acordo com os dados do Ministério da Saúde e vitimou mais de 50 mil pacientes.

Posts