Campanha contra sarampo em adultos vai até o fim de agosto - Jornal de Colombo

Campanha contra sarampo em adultos vai até o fim de agosto

Campanha contra sarampo em adultos vai até o fim de agosto

A Mobilização Nacional de Vacinação contra o Sarampo, promovida pelo Ministério da Saúde, segue até o fim do mês de agosto. Esta é a quarta etapa da campanha, que objetiva no momento imunizar a população com idades entre os 20 e 49 anos. A vacina está disponível em 43 mil postos de saúde de todo

A Mobilização Nacional de Vacinação contra o Sarampo, promovida pelo Ministério da Saúde, segue até o fim do mês de agosto. Esta é a quarta etapa da campanha, que objetiva no momento imunizar a população com idades entre os 20 e 49 anos. A vacina está disponível em 43 mil postos de saúde de todo o País e é a principal medida de prevenção e controle contra a doença. São mais de 90 milhões de pessoas nesta faixa-etária. Segundo dados do Governo Federal, até o dia 15 de julho, apenas 4,2% desse público-alvo havia sido vacinado. 

O sarampo é uma doença grave, especialmente para as crianças, e de alta transmissibilidade. De acordo com o Ministério da Saúde, uma pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas. A disseminação do vírus não precisa de contato direto, pois ocorre por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Os sintomas são manchas vermelhas no corpo e febre. A doença pode trazer complicações como pneumonia e infecção de ouvido e, nas crianças, pode causar encefalite e levar a morte. 

Segundo o Ministério da Saúde, em 2020, até o dia 27 de junho, foram confirmados 5.642 casos de sarampo em 21 estados. Até essa data, o Brasil permanecia com surto de sarampo nas cinco regiões, com 11 estados com circulação ativa do vírus. No estado do Paraná, por exemplo, a doença não possuía casos há vinte anos.

A vacinação contra o sarampo é uma estratégia para interromper a transmissão e eliminar a circulação do vírus no Brasil. Por isso, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Saúde orienta as pessoas entre 20 e 49 anos a participarem da mobilização nacional e se vacinarem. Foram enviadas aos postos de saúde 4,3 milhões de doses de vacina, além do quantitativo disponibilizado para o atendimento de rotina.

Posts