Infraestrutura é tema de encontro entre vice-governador com o embaixador da Suíça no Brasil - Jornal de Colombo

Infraestrutura é tema de encontro entre vice-governador com o embaixador da Suíça no Brasil

Infraestrutura é tema de encontro entre vice-governador com o embaixador da Suíça no Brasil
O vice-governador Darci Piana se reuniu nesta segunda-feira (28), no Palácio Iguaçu, com o embaixador da Confederação Suíça no Brasil, Pietro Lazzeri.(Foto: Camila Tonett/Vice-Governadoria)

Esta semana o vice-governador do Paraná, Darci Piana, esteve no Palácio Iguaçu com o embaixador da Suíça no Brasil, Pietro Lazzeri, para conversar sobre investimentos suíços na infraestrutura paranaense. Com apoio mútuo em áreas como energia, pesquisas e modernização, o encontro aproxima os dois países no campo da inovação tecnológica.

Atualmente, o Paraná conta com algumas das 450 empresas suíças no Brasil, tendo um grande fluxo de exportações e uma escola suíço-brasileira sediada na Região Metropolitana de Curitiba. “Temos vários investimentos de empresas deste país no Paraná. Os bancos suíços estão procurando parceiros e formas de investir aqui e para nós isso é muito interessante tanto na área da infraestrutura como em tecnologia e inovação”, alegou o vice-governador.

Entre os assuntos apresentados por Darci Piana aos representantes do governo suíço, o destaque foi para a posição do Estado como hub logístico da América Latina, a partir da modernização de aeroportos e o projeto da Nova Ferroeste, que vai ligar Maracaju, no Mato Grosso do Sul, ao Porto de Paranaguá.

O panorama apresentado por ele ao embaixador incluiu a posição do Estado como hub logístico da América Latina, a partir da modernização dos aeroportos e o projeto da Nova Ferroeste, que vai ligar Maracaju, no Mato Grosso do Sul, ao Porto de Paranaguá.

Leia: Nova Ferroeste tem Estudo de Impacto Ambiental aprovado pelo Ibama

O embaixador Pietro Lazzeri destacou que o Brasil foi escolhido por seu governo para ser um país prioritário em oportunidades de investimento. “No caso do Paraná, pensamos sobretudo na infraestrutura ferroviária. A Suíça tem grandes experiências e empresas na área. No futuro, vamos olhar isso juntos no quadro de privatizações e de mobilidade urbana, mas também em grandes projetos estruturantes”, disse.

Além disso, assuntos como o comércio e exportações estiveram sobre a mesa. “O Paraná tem uma posição estratégica no Mercosul, que tem acordo com a União Europeia. Queremos organizar uma missão para visitar o Estado com foco na infraestrutura, com representantes de grandes empresas suíças que podem participar em leilões”, acrescentou o embaixador.

Piana falou, ainda, sobre o potencial do agronegócio paranaense. “Das dez maiores cooperativas da América do Sul, sete estão no Paraná”, disse ele, enfatizando que o progresso da agricultura e da indústria no Estado segue ao lado da sustentabilidade. “Temos o maior volume de mata atlântica no País e chegamos ao replantio de 5 milhões de árvores ao ano”.

A produção energética foi outro tema abordado na reunião pelo vice-governador. “O Paraná é responsável por 34% da produção de energia elétrica do País e estamos investindo em geração de energia limpa a partir da biomassa e oferecemos financiamento da energia fotovoltaica para os criadores de aves e suínos”, explicou. O vice-governador ainda citou o programa Paraná Trifásico, que vai substituir 25 mil km de linhas monofásicas para fortalecer a energia na área rural.

PRESENÇAS – Participaram da reunião o cônsul-geral da Suíça em São Paulo, Pierre Hagmann; o chefe interino do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Paraná (Erepar), Paulo Fernando Pinheiro; e o diretor técnico da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, Rafael Halila Neves.

Posts