Covid-19: Campo Largo e Assis Chateaubriand recebem respiradores - Jornal de Colombo

Covid-19: Campo Largo e Assis Chateaubriand recebem respiradores

Covid-19: Campo Largo e Assis Chateaubriand recebem respiradores

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, enviou na última sexta-feira, 4, mais 14 respiradores para leitos de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19. Os hospitais beneficiados foram o Nossa Senhora do Rocio, de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, que recebeu 10 respiradores e o Hospital Beneficente Moacir Micheletto, de

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, enviou na última sexta-feira, 4, mais 14 respiradores para leitos de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19. Os hospitais beneficiados foram o Nossa Senhora do Rocio, de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, que recebeu 10 respiradores e o Hospital Beneficente Moacir Micheletto, de Assis Chateaubriand, no Oeste do Estado, que recebeu quatro equipamentos. 

Na quinta-feira, 3, a Secretaria da Saúde já havia encaminhado outros sete equipamentos para outras instituições: quatro respiradores foram para o Hospital Regional do Sudoeste, em Francisco Beltrão, e três para o Hospital Regional do Norte Pioneiro,  em Santo Antônio da Platina. “Estamos em um grande esforço no Estado, reativando leitos e contratos com prestadores de serviços junto às estruturas hospitalares pública e privada do Paraná e substituindo equipamentos”, afirmou o secretário da Saúde, Beto Preto. “Mas, reforçamos diariamente a informação de que o fato de termos estrutura hospitalar considerada robusta no Estado não pode servir de desculpa para que as pessoas possam voltar ao cotidiano normal. Vivemos um momento de elevação dos números de casos e progressão geométrica da transmissão, principalmente nos últimos 10 dias”, acrescentou.

O secretário destacou, ainda, que o Governo do Estado já reabriu praticamente todas as unidades de terapia intensiva que haviam sido desativadas. “As medidas necessárias e possíveis estão sendo realizadas pela Secretaria da Saúde em todas as macrorregiões, porém é importante frisarmos que equipamentos, leitos e recursos humanos são finitos”, finalizou.
 

Posts