Casos e mortes por Covid caem pela segunda semana consecutiva - Jornal de Colombo

Casos e mortes por Covid caem pela segunda semana consecutiva

Casos e mortes por Covid caem pela segunda semana consecutiva

Ainda é cedo para se falar em boas notícias quando tratamos sobre a pandemia do novo coronavírus, mas já é possível ao menos ter mais esperança com os números recentes. Pela segunda semana consecutiva, os números de casos e de mortes por Covid-19 diminuíram no Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde

Ainda é cedo para se falar em boas notícias quando tratamos sobre a pandemia do novo coronavírus, mas já é possível ao menos ter mais esperança com os números recentes. Pela segunda semana consecutiva, os números de casos e de mortes por Covid-19 diminuíram no Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SESA). Houve redução de 2,3% nos diagnósticos positivos (11.602 na semana epidemiológica 34 contra 11.870 na semana epidemiológica 33) e 35,9% nas mortes (196 na semana 34 contra 306 na anterior). No segundo caso, é o menor indicador desde a semana 26 (21 a 27 de junho).

Ainda de acordo com os dados da SESA, os casos de Covid-19 cresceram no Paraná por onze semanas consecutivas, de 10 a 16 de maio (semana 20) a 19 a 25 de julho (semana 30). Houve uma pequena queda na semana 31, evolução de casos na semana 32 e novas reduções nas semanas 33 e 34. A pequena queda de casos foi puxada pela redução na macrorregional Leste: 5.790 casos na semana passada (16 a 22 de agosto) contra 6.438 na anterior (09 a 15 de agosto). Foi a segunda descida consecutiva depois de um pico de 7.082 casos na semana 32 (02 a 08 de agosto).

As outras três macrorregionais registraram aumento de casos na semana 34. O maior percentual foi no Noroeste, de 9%, diferença entre 1.439 na semana 33 e 1.568 casos na semana 34. Os números da semana passada foram os maiores registrados na área de Maringá, Umuarama e Paranavaí desde o começo da pandemia.

A média móvel de casos caiu 2,6% e a de mortes 44% em relação a 14 dias atrás. Esse indicador no boletim epidemiológico estadual também leva em consideração as datas das confirmações de casos e óbitos.

Apesar da queda, o Governo do Estado ainda considera o cenário preocupante, principalmente pela manutenção de casos e mortes em níveis elevados em agosto e pelas taxas de ocupação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Somam-se a esse cenário os baixos índices de isolamento social (entre 30% e 40%) e taxa de reprodução ainda acima de 1.

Nesta terça-feira, 25, o novo boletim epidemiológico diário apontou mais 1.517 casos e 51 óbitos pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma agora 119.240 casos e 3.024 mortes em decorrência da doença.

Posts