Cartão Comida Boa já injetou R$ 20,5 milhões no comércio paranaense - Jornal de Colombo

Cartão Comida Boa já injetou R$ 20,5 milhões no comércio paranaense

Cartão Comida Boa já injetou R$ 20,5 milhões no comércio paranaense

Entre as ações do Governo do Estado do Paraná no combate à pandemia do coronavírus está o programa Comida Boa, que tem como objetivo complementar a renda das população vulnerável durante este momento de pandemia. O projeto prevê o pagamento de R$ 50 mensais para ser utilizaod na compra de alimentos em comércios credenciados. Segundo

Entre as ações do Governo do Estado do Paraná no combate à pandemia do coronavírus está o programa Comida Boa, que tem como objetivo complementar a renda das população vulnerável durante este momento de pandemia. O projeto prevê o pagamento de R$ 50 mensais para ser utilizaod na compra de alimentos em comércios credenciados. Segundo dados divulgados pelo Estado, entre os dias 11 e 20 de maio, 522.979 cadastrados receberam seus cartões. Destes, 421.110 já usaram o benefício e gastaram R$ 20,5 milhões em compras de alimentos em algum dos 2,1 mil estabelecimentos comerciais parceiros do programa.

“O Estado atua para que nenhum paranaense passe dificuldades enquanto durar a pandemia. Não podemos admitir que em um estado como o Paraná, que é um grande produtor de alimentos, tenha pessoas passando fome”, disse o governador Ratinho Junior. “Além disso, o Cartão Comida Boa também está ajudando a manter o faturamento dos estabelecimentos comerciais de todo o Paraná neste momento de dificuldade”, completou.

Os cartões foram enviados pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento aos municípios, que são responsáveis pela distribuição às famílias beneficiadas. Em Curitiba, a entrega é feita pela Secretaria de Estado da Família, Justiça e Trabalho. “Em parceria com as prefeituras, que tomaram providências para evitar aglomerações durante as entregas, estamos chegando às famílias vulneráveis”, disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. “Agora, estamos definindo junto com a Celepar o pagamento dos comerciantes. A transferência deve ser feita nos próximos dias diretamente na conta cadastrada por eles no sistema”, explicou. Os recursos utilizados no programa são provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

Posts