Rio Verde está a um passo da Série Ouro - Jornal de Colombo

Rio Verde está a um passo da Série Ouro

Rio Verde está a um passo da Série Ouro

Na tarde deste domingo, 9, o estádio Lordes Geraldo recebeu um bom público para acompanhar o duelo decisivo entre Rio Verde e ADESP, pela segunda rodada do quadrangular semifinal da Série Prata, a segunda divisão do futebol colombense. O jogo poderia valer o acesso, dependendo do resultado que ocorresse no outro jogo da rodada, entre

Na tarde deste domingo, 9, o estádio Lordes Geraldo recebeu um bom público para acompanhar o duelo decisivo entre Rio Verde e ADESP, pela segunda rodada do quadrangular semifinal da Série Prata, a segunda divisão do futebol colombense. O jogo poderia valer o acesso, dependendo do resultado que ocorresse no outro jogo da rodada, entre Boca Juniors e Gralha Azul. Desde o início da partida, os ânimos se mostravam à flor da pele. Muitas disputas duras e faltas, dando indícios de que seria difícil o término com 22 jogadores em campo. Até que aos 18 minutos, Emerson recebeu em condições excelentes dentro da área e bateu colocado no canto esquerdo do goleiro Paulinho, colocando o Rio Verde em vantagem. Mas aos 26 minutos, em uma saída errada do time da casa, a ADESP empatou. Pipo tocou em profundidade para Ricardinho, que gingou para cima do zagueiro Mineiro antes de chutar forte de pé direito, sem chances de defesa. Dez minutos depois, em jogada de Emerson, a bola bateu na mão de um defensor rubro-negro dentro da área. Pênalti assinalado e convertido por Cleiton. Logo na volta do intervalo, com pouco mais de um minuto jogado, Thiago cobrou falta, Paulinho deu o rebote e Maicon, que havia acabado de entrar, ampliou o marcador para o Rio Verde.

Com 3 a 1 no placar, o jogo estava sob controle do Rio Verde, mas a história quase teve uma mudança brusca na metade da segunda etapa. Aos 19, Jonathan foi expulso de forma direta e aos 23, Thiago recebeu o segundo amarelo, deixando o Rio Verde com dois jogadores a menos. Não demorou muito e foi a vez da ADESP perder um atleta, com Lucão recebendo o cartão vermelho. Quatro minutos depois, João fez um belo gol em chute de direita, cortando para o meio e colocando a bola no ângulo esquerdo de Garça. Mas aos 40 minutos, o Rio Verde confirmou o triunfo. Em rápido contra-ataque, Mael lançou por cima da defesa para Eure, que dominou e deu um toquinho por cobertura, marcando um golaço. Na outra partida, o Gralha Azul venceu o Boca por 5 a 3, impedindo que o Rio Verde confirmasse um lugar na Série Ouro e na final da Série Prata. Na próxima rodada, o Rio Verde, com seis pontos, encara o Gralha, que possui três, enquanto a ADESP, também com três pontos, joga com o Boca Juniors, que sem pontuar até então tem poucas chances de avançar.

Apesar de matematicamente o acesso não ter sido confirmado, a torcida fez a festa com os jogadores. “Foi maravilhoso, principalmente pela nossa torcida e pelo empenho de todos os jogadores. Muita gente não acreditava no trabalho da nossa comissão técnica, da diretoria e até mesmo de nós, atletas. Chegaram a dizer que era um time velho, pesado. Mas hoje estamos aí, com 90% do acesso já garantido”, afirmou o volante Sapo, um dos melhores em campo e que teve que segurar a barra após a expulsão de dois companheiros do meio campo. “Um time se faz assim, com humildade, pés no chão, respeitando o adversário. A gente sabia que ia ser um jogo difícil, o time da ADESP é bom. Mas o que era para ser, foi e o acesso está quase concretizado”, comemorou o técnico Khote. Apesar da festa de torcida e jogadores, o presidente do clube, Reinaldo Tormes, foi mais contido e já projeta o próximo duelo. “O importante é que possamos ter cabeça para confirmar no próximo jogo. Nosso time vem lutando bem. O Rio Verde é isso: é torcida, é garra, valeu a nossa raça. O Rio Verde tem vinte anos de história. Nós jogamos a Série Ouro anteriormente, paramos com o time. Voltamos com nova diretoria há uns dois anos e meio e trabalhos muito forte para que o Rio Verde suba, tenha essa ascensão. Ainda não ganhamos nada. Se Deus quiser estaremos na Série Ouro”, enfatizou. 

Ficha técnica 

Rio Verde: Garça, Eure, Gigio, Mineiro e Digue; Sapo, Pablo, Thiago e Cleiton; Jhon e Emerson. Técnico: Khote. Suplentes: Jonathan, Lucas, Rodrigo Oliveira, Maicon, Mael, Willian e André. ADESP: Paulinho, Du, Lucão, Luiz e Fabinho; Lukinha, Rocha, Wesley e Pipo; Ricardinho e João. Técnico: Gaúcho. Suplentes: Kanu, Bruno Tsunami, Joe, Pico, Wilson, Buiu, Welington e Jorginho. 

Huergo
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts