Colombo/CEP perde por 2 a 1 e classificação na Série Prata fica em risco - Jornal de Colombo

Colombo/CEP perde por 2 a 1 e classificação na Série Prata fica em risco

Colombo/CEP perde por 2 a 1 e classificação na Série Prata fica em risco

Na tarde do último sábado, o Colombo/CEP recebeu no ginásio Célia Boaventura Ceccon, no Rio Verde, o Rio Branco de Paranaguá, para a disputa da quarta rodada do Campeonato Paranaense de Futsal Feminino – Série Prata. A equipe colombense precisava da vitória em confronto direto pela terceira posição do Grupo A, mas acabou derrotada por

Na tarde do último sábado, o Colombo/CEP recebeu no ginásio Célia Boaventura Ceccon, no Rio Verde, o Rio Branco de Paranaguá, para a disputa da quarta rodada do Campeonato Paranaense de Futsal Feminino – Série Prata. A equipe colombense precisava da vitória em confronto direto pela terceira posição do Grupo A, mas acabou derrotada por 2 a 1.

Júlia Pereira e Pérola abriram dois gols de diferença a favor das visitantes, com um gol em cada tempo, e o Colombo só conseguiu diminuir o placar já no final da partida, com Thaissa Menon. “Tivemos alguns erros cruciais. Fico feliz de ter feito o gol, de ter ajudado o time, mas faltou alguns detalhes”, lamentou a atleta.

O resultado deixa a equipe na lanterna da chave, com apenas um ponto conquistado. Com isso, a classificação fica mais longe, já que o Colombo se obriga a vencer as duas partidas restantes, contra Vila Fanny/Os Bruxos e Guarapuava, para ainda ter possibilidade de avançar. “Temos que saber avaliar que nossa equipe não fez um jogo ruim. Teve bastante oportunidade, teve mais a bola, controlou bem as movimentações, mas infelizmente as oportunidades que a gente teve não tivemos tranquilidade e eficiência para fazermos os gols”, comentou a treinadora Dani de Quadros.

O elenco do Colombo/CEP é formado, basicamente, por atletas mais jovens que a média, que se destacaram nas últimas temporadas com bons resultados nas categorias de base. “Temos que parabenizar nossas meninas, que apesar da pouca idade, mostraram muita maturidade. A gente não sai feliz porque não é o resultado que a gente queria, mas acho importante, por estarmos trabalhando com muitas meninas das categorias de base, sabermos avaliar a atuação delas. Enquanto tiver 1% de chance vamos correr atrás dessa classificação”, destacou Dani.

Posts