ADESP e Gralha Azul conquistam acesso na Liga de Colombo - Jornal de Colombo

ADESP e Gralha Azul conquistam acesso na Liga de Colombo

ADESP e Gralha Azul conquistam acesso na Liga de Colombo

  Neste domingo, 16, o futebol colombense viveu uma tarde inesquecível, com uma disputa emocionante minuto a minuto pelas duas vagas de acesso na Série Prata da Liga de Colombo. Pela terceira e decisiva rodada da segunda fase da competição, o Rio Verde, líder da fase com seis pontos e que poderia avançar mesmo com

 

Neste domingo, 16, o futebol colombense viveu uma tarde inesquecível, com uma disputa emocionante minuto a minuto pelas duas vagas de acesso na Série Prata da Liga de Colombo. Pela terceira e decisiva rodada da segunda fase da competição, o Rio Verde, líder da fase com seis pontos e que poderia avançar mesmo com uma derrota simples, enfrentou o Gralha Azul no estádio da Porteira, enquanto no São Sebastião, a ADESP recebia o Boca Juniors. O Rio Verde tinha desfalques importantes, como o volante Sapo, o lateral-direito Eure e o meia Thiago. O Gralha também tinha mudanças em relação ao time titular no setor defensivo, mas contava com o bom entrosamento de seu ataque, comandado pelo meia Paulista. E não demorou muito para que o camisa 10 do Gralha aparecesse. Na faixa dos dez minutos, o jogador recebeu um lançamento pelo alto, dominou no peito e chutou de esquerda de fora da área, marcando um bonito gol. O Rio Verde não conseguia se encontrar e foi bastante pressionado durante toda a primeira etapa.

Pouco antes do intervalo, o Gralha armou um contra-ataque fulminante, com rápida troca de passes que terminou nos pés de Ventura, que de frente para o goleiro Garça tocou com frieza para ampliar o marcador. No outro jogo da rodada, a ADESP chegou a abrir dois gols com Pipo, mas o Boca Juniors, que poucas chances ainda tinha de acesso, buscou o empate com Japa e Chimba. Neste momento, estavam se classificando Gralha Azul e Rio Verde, ambos com seis pontos, e a ADESP ficava fora, com quatro pontos conquistados.

Na segunda etapa, cada gol que era marcado mudava por completo o panorama. O rubro-negro voltou a ficar na frente com um golaço de Rocha e ampliou para 4 a 2 com João. Na Porteira, Emerson diminuía para o Rio Verde, que agora estava na Série Ouro junto da ADESP. De repente, em poucos minutos, o Boca voltou a empatar, em golaço de fora da área de Japa e com Favoretto, aproveitando falha defensiva. Neste meio tempo, Paulista marcou o terceiro do Gralha.

Dessa forma, a ADESP precisaria marcar ao menos mais dois gols para ficar com o acesso. O rubro-negro partiu para cima e contou com o talento e o vigor físico de seus jovens atacantes para buscar o resultado necessário. O camisa 10 e capitão Pipo marcou outras duas vezes e João confirmou a classificação com um gol antológico, em que fez fila na defesa do Boca e ainda driblou o goleiro antes de empurrar para a rede e decretar o 7 a 4 no placar, em um jogo insano de onze gols. No Guaraituba, o Gralha manteve a vitória por 3 a 1 e ficou com a outra vaga na final, e consequentemente na Série Ouro de 2020, eliminando o Rio Verde da competição. 

Comemoração pelo acesso 

Logo após o apito final, os jogadores da ADESP comemoraram de forma tímida. Apesar do treinador Gaúcho ter avisado que “bastavam dois gols”, os atletas se cumprimentavam com ar de incerteza, afinal, ainda precisavam da confirmação do placar na outra partida. Ao saber da derrota do Rio Verde por dois gols de diferença, os rubro-negros explodiram em festa junto de sua torcida. “Era um sonho nosso. Faz dois anos que nosso time vem buscando isso, fazer parte da Liga, e em nosso primeiro ano na Série Prata conseguir conquistar o acesso. A gente acreditava muito nisso. Nosso time é muito rápido, mas é muito imaturo em alguns momentos. Só tem molecada no time, mas a gente se dedicou do início ao fim, acreditando em nosso potencial”, disse o capitão Pipo, autor de quatro gols na partida decisiva. O atacante João, que marcou o sétimo gol da equipe diante do Boca Juniors e está suspenso para a primeira partida da final, já projeta o próximo confronto. “São duas boas equipes, mas confio no nosso time dentro de campo. Vamos tentar dar mais essa alegria para a nossa torcida”.  

Ficha técnica 

No jogo disputado na Porteira, o Gralha Azul jogou com Fernando; Ayã, Daniclei, Jhon e Caio; Kevin, Gabiru e Paulista; Maicon, Ventura e Jackson. Técnico: Juliano Prado. Auxiliar técnico: Neudes. Banco: Paraíba, Murilo, Elton Pará, Diego, Tchuca e Willians. Já o Rio Verde jogou com Garça; Pablo, Gigio, Mineiro e Digue; Vaca, Maiquinho e Mael; Emerson, Cleiton e John. Técnico: Khote. Banco: André, Rodrigo Oliveira e William.  

No São Sebastião, a ADESP jogou com Kanu; Du, Luiz, Bruno Tsunami e Fabinho; Rocha, Buiu, Wesley e Pipo; Ricardinho e João. Técnico: Gaúcho. Auxiliar: Tere. Banco: Wellington, Renan e Joe. O Boca Juniors jogou com Almir; Welington, Maicon, Osmair e Luiz Fernando; Mauricio, Rigo, Vitinho e Chimba; Favoretto e Japa. Técnico: Cleiton. Banco: Alexandre, Cássio, Luiz e Diego.  

Posts