Curitiba será a primeira capital do Brasil a testar o 5G - Jornal de Colombo

Curitiba será a primeira capital do Brasil a testar o 5G

Curitiba será a primeira capital do Brasil a testar o 5G
Parceria entre a Tim Brasil, Huawei e Prefeitura de Curitiba é válida por dois anos com possibilidade de ser prorrogadaFoto: Reprodução/How to Geek

A promessa é de que a conexão 5G possua uma velocidade maior, com uma comunicação sem atrasos que desenvolverá novos serviços de cidades inteligentes

A TIM Brasil e a Huawei assinaram um acordo de colaboração para o desenvolvimento da quinta geração das redes móveis (5G) em Curitiba. A capital é a primeira cidade do país que as empresas escolheram para lançar o projeto denominado Cidade 5G e, segundo a TIM, os primeiros testes devem ser finalizados até dezembro de 2023.

A parceria, válida por dois anos, com possibilidade de ser prorrogada, foi anunciada no início desta semana pelas duas companhias durante o Mobile World Congress, evento mundial de telecomunicações que está sendo realizado em Barcelona, na Espanha.

A quinta geração das redes móveis (5G) trará muitos benefícios para a população e as empresas, como conexões 100 vezes mais rápidas que o 4G, comunicações sem atrasos e novos serviços de cidades inteligentes.

Leonardo Capdeville, vice-presidente de tecnologia da TIM, afirma, em nota, que Cidade 5G é um desdobramento do trabalho realizado pela companhia em parceria com a Huawei para implantação de redes 5G no Brasil. Pela cooperação entre as empresas, foram ampliadas e implantadas as redes 2G, 3G, 4G e agora 5G.

O prefeito Rafael Greca comemora o anúncio da TIM e Huawei de que Curitiba será a primeira cidade a receber o projeto Cidade 5G. Ele lembra que, desde 2019, a capital saiu na frente em relação as demais cidades do Brasil ao modernizar as leis que regulamentam a instalação de antenas de telefonia celular na cidade. O Decreto nº 989 tornou menos burocrático o processo de instalação desses equipamentos, facilitando agora a implantação da tecnologia 5G.

“As redes de quinta geração são apontadas como uma infraestrutura com potencial de revolução, tanto para a indústria 4.0 quanto para o processo de adoção de novos serviços de cidades inteligentes. Por isso, a importância de Curitiba ser a primeira cidade que a TIM e a Huawei escolheram para lançar o projeto Cidade 5G”, reforça Greca.

Curitiba e outras grandes cidades brasileiras têm prioridade na instalação da infraestrutura 5G pelas operadas de telefonia, que deve ocorrer em 2022. Pelas regras definidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o serviço 5G das teles começará até julho deste ano nas capitais. Depois, as operadoras partirão para cidades com mais de 500 mil habitantes e, na sequência, para as cidades menores.

A presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Cris Alessi, destaca ainda que, em dezembro de 2021, Curitiba foi a única capital e cidade com mais de 500 mil habitantes do Brasil a ser escolhida para testar uma tecnologia inédita que permitirá a implementação de redes inteligentes de 5G antes do fim do primeiro semestre de 2022. “A capital foi selecionada para integrar o projeto piloto Conecta 5G, do Ministério das Comunicações e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)”, conta ela.

O Conecta 5G irá permitir que Curitiba e outras quatro cidades brasileiras participantes do projeto piloto instalem uma tecnologia que integra antenas 5G a luminárias públicas inteligentes, sendo uma solução à necessidade de elevado número de antenas para que a tecnologia 5G opere nas cidades. “A tecnologia que será testada em Curitiba, na prática, transforma as lâmpadas de iluminação pública em antenas de celular que espalham como Wi-fi o sinal do 5G”, detalha Cris.

Posts