Solar do Barão recebe nova iluminação - Jornal de Colombo

Solar do Barão recebe nova iluminação

Solar do Barão recebe nova iluminação

Nesta segunda-feira, 22, foi inaugurado pelo prefeito Rafael Greca, o novo sistema de iluminação cênica do Solar do Barão, localizado na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, no Centro Histórico de Curitiba. Foram colocados 35 projetores de LED na fachada do prédio projetado em 1880 pelos construtores italianos Angelo Vendramin e Batista Casagrande para ser a residência

Nesta segunda-feira, 22, foi inaugurado pelo prefeito Rafael Greca, o novo sistema de iluminação cênica do Solar do Barão, localizado na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, no Centro Histórico de Curitiba. Foram colocados 35 projetores de LED na fachada do prédio projetado em 1880 pelos construtores italianos Angelo Vendramin e Batista Casagrande para ser a residência de Ildefonso Pereira Correia, o Barão do Serro Azul.  “O Solar do Barão é um exemplar extraordinário da arquitetura neoclássica no Brasil. O palacete foi totalmente revitalizado dentro do programa Rosto da Cidade e agora ganhou também iluminação cênica para somar com o Cine Passeio, o Passeio Público, o Teatro Novelas Curitibanas, a Cinemateca de Curitiba nas atrações dessa rua tão importante do Centro Histórico, que é a Presidente Carlos Cavalcanti”, disse Greca. 

A partir de 1980, o Solar do Barão se tornou um complexo cultural e hoje reúne unidades da Fundação Cultural de Curitiba relacionadas às artes gráficas, como o Museu da Fotografia, o Museu da Gravura e a Gibiteca. O espaço ainda possui salas de exposições, a Loja da Gravura, o Centro de Documentação e Pesquisa Guido Viaro, uma biblioteca especializada em artes, e a Sala Scabi, um auditório destinado a apresentações e discussões culturais.

Com investimento de aproximadamente R$ 58 mil, os serviços no Solar do Barão foram coordenados pelo Departamento de Iluminação da Secretaria Municipal de Obras Públicas. Desde o início da gestão Rafael Greca, em 2017, outros 43 monumentos curitibanos receberam sistemas de iluminação cênica. “Como exemplo, cito o Teatro Paiol, o painel do Poty Lazzaroto na Travessa Nestor de Castro, a Catedral Basílica de Curitiba. Marcas da nossa cidade que ganharam mais luz para serem ainda mais valorizadas”, disse Rodrigo Rodrigues, secretário municipal de Obras Públicas. 

Além do Solar do Rosário, o Departamento de Iluminação também implantou nestes seis primeiros meses de 2020 projetores de LED nos arcos do Moinho Rebouças, no portal do Passeio Público, na rotatória da Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico, para iluminar a escultura Luar do Sertão de João Turin, e no templo da Praça do Japão, entre o Batel e o Água Verde. 

Em todos os locais que receberam iluminação cênica neste ano foram utilizados 143 projetores de LED. “Os equipamentos agregam valor a espaços que caracterizam Curitiba como única e são mais eficientes por iluminar mais e melhor, ter baixo consumo de energia elétrica (cerca de 50% menos) e serem duráveis”, determinou Tony Malheiros, diretor do Departamento de Iluminação.   

Posts