Espaços culturais se mantêm próximos do público via redes sociais – Jornal de Colombo

Espaços culturais se mantêm próximos do público via redes sociais

Espaços culturais se mantêm próximos do público via redes sociais

Os espaços culturais do Governo do Estado seguem fechados para o público em cumprimento ao decreto estadual nº 4.230 de 16 de março de 2020. Entretanto, as equipes seguem trabalhando, produzindo conteúdos para o mundo virtual. As ações vão de atividades lúdicas e educativas para o público infantojuvenil – jogos, contação de histórias, ao compartilhamento de

Os espaços culturais do Governo do Estado seguem fechados para o público em cumprimento ao decreto estadual nº 4.230 de 16 de março de 2020. Entretanto, as equipes seguem trabalhando, produzindo conteúdos para o mundo virtual. As ações vão de atividades lúdicas e educativas para o público infantojuvenil – jogos, contação de histórias, ao compartilhamento de espetáculos de dança e de conteúdo histórico de acervo.

O Museu Oscar Niemeyer (MON), por exemplo, possui seis exposições que podem ser vistas virtualmente na íntegra pela plataforma Google Arts & Culture. São elas: Luz ≅ Matéria; Ásia: a terra, os homens, os deuses; Nos pormenores um universo – Centenário de Vilanova Artigas; Irmãos Campana; Não está claro até que a noite caia, da artista Juliana Stein, e Circonjecturas, do artista Rafael Silveira. Além disso, a equipe do MON tem preparado materiais exclusivos para os perfis no Facebook e Instagram.

Já o Museu Paranaense (MUPA) tem criado e disponibilizado jogos para download, voltados especialmente para o público infantil, uma das faixas etárias mais presentes no local. A equipe da Seção Infantil da Biblioteca Pública do Paraná (BPP), que também se dedica a crianças e adolescentes com diversos projetos diariamente, produziu uma versão virtual da Hora do Conto e da Oficina de Trabalhos Manuais.

O GuaíraFlix também é destaque. O Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG) está compartilhando espetáculos de grande sucesso do Balé Teatro Guaíra (BTG), como os sucessos O Lago dos Cisnes e O Segundo Sopro. Há ainda as comemorações do cinquentenário do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR). Toda a programação agendada para a ocasião, com a abertura de uma grande exposição, foi adiada, mas uma série de posts nas redes sociais vão contar a história do museu e também servir como um teaser da exposição que está por vir.

Por fim, o Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) optou por uma combinação inusitada: fotos de acervo com recomendações de prevenção ao novo coronavírus estão sendo postadas em suas redes sociais. As fotografias selecionadas são das coleções Dario Vellozo, Jesus Santoro e Guilherme Glück, e fazem parte do acervo do museu.

Posts